• Cotidiano

    Carreira a seguir

    Até agora sempre trabalhei em lugares que me permitiam “pagar as contas”. E afirmo que fui me acomodando com isso. Ficava 1 ano, 2 anos e saia. A empresa quebrava, me desentendia com alguma coisa ou simplesmente saia por um motivo qualquer. Não cheguei a ficar “sem trabalhar”. Nunca pude me dar esse luxo de ter outras pessoas pagando as contas da casa e suprindo o estoque de comida, coisas primordiais e que desde que me lembre, sou responsável por isso. A partir daí o primeiro emprego que surgia, saia correndo para pegar a vaga e garantir o salário no fim do mês, o qual ia quase todo com as benditas contas.…